Mudança de Hábitos Alimentares e de Saúde.

shutterstock_111096869

1) Mantenha um diário alimentar, anotando tudo que comer.

2) Preste mais atenção ao ato de comer.

3) Não coma lendo ou assistindo televisão.

4) Observe bem como têm sido seus padrões alimentares.

5) Evite a alimentação “automática” – comer s/ necessidade, só porque os outros estão comendo.
6) Identifique que fatores o levam a comer em excesso.

7) Procure se pesar a intervalos regulares e na mesma balança

8) Siga um esquema alimentar previamente definido.

9) Alimente-se em um local apropriado, tranqüilo.

10) Descanse os talheres no prato entre uma garfada e outra

11) Coma devagar e mastigue bem os alimentos.

12) Só faça compras de mercado depois de se alimentar. Faça uma lista antes de sair de casa e só compre o que estiver relacionado.

13) Mantenha os alimentos mais calóricos fora da sua visão e, de preferência, fora do alcance.

14) Mantenha visíveis os alimentos mais saudáveis.

15) Não leve as travessas com comida para a mesa.

16) Levante-se da mesa após terminar a alimentação.

17) Evite aprender receitas de novos pratos ricos em calorias.

18) Procure alternativas para compromissos sociais que o levem a comer ou beber ( por exemplo, ao invés de convidar seu amigo para beber uma cerveja, chame para jogar um tênis).

19) Desenvolva técnicas para evitar exageros quando comer fora de casa.Por exemplo: quando for a um churrasco, coma bastante salada e pouca carne. Troque a cerveja pelo refrigerante dietético, etc…

20) Prepare-se com antecedência para eventos especiais, como festas e viagens Tente planejar sua alimentação.

21) Lembre-se sempre de todos os benefícios do exercício físico, que não se limitam ao gasto de calorias.

22) Procure caminhar mais, da forma que achar mais prazerosa.

23) Procure um profissional que possa orientá-lo em seu programa de exercícios físicos.

24) Não acredite em dietas milagrosas, elas não trazem resultados duradouros e muitas vezes podem colocar sua saúde em risco

25) Tente manter sempre o equilíbrio psicológico, por mais que você tenha motivos para sentir-se ansioso.

26) Conheça bem as diferentes causas da obesidade.

27) Procure resistir aos desejos que o levem a consumir calorias em excesso.

28) Estabeleça objetivos realistas para o seu programa de emagrecimento. Evite a pressa.

29) Não persiga metas impossíveis. Peso ideal é aquele que você consegue atingir e manter, de forma saudável.

30) Não confunda um tropeço com fracasso do tratamento. Não desanime se isso ocorrer. Recupere rapidamente o controle da situação.

31) Explique aos seus familiares como eles podem ajudá-lo a atingir seus objetivos e envolva-os no tratamento

32) Não aceite pressões para que coma mais do que o planejado

33) Conheça o valor calórico dos alimentos.

34) Não fique longos períodos sem alimentar-se.

35) Evite ingerir gorduras/açucar em excesso.

36) Torne apetitosa a alimentação, mesmo com poucas calorias.

37) Utilize ervas aromáticas, como hortelã, alecrim, manjericão, orégano, para melhorar o sabor de suas preparações culinárias.

38) Aumente a quantidade de fibras na sua alimentação, ingerindo bastante verduras e frutas.

39) Lembre-se sempre de que o objetivo principal do tratamento é a mudança de hábitos de vida

40) Os antigos hábitos contribuíram para fazê-lo engordar.

41) Realize no mínimo 4 refeições diárias.

42) Não passe mais de 5 horas sem se alimentar.

43) Após as refeições evite ficar beliscando.

44) Evite o consumo de líquidos durante as refeições, se isso não for possível, não tome mais do que um copo pequeno de líquido durante as refeições.

45) Ingira no mínimo 8 copos de água por dia.

46) Sempre que aparecer alguma dúvida não hesite em procurar um profissional capacitado para ajudá-lo a solucioná-la ou esclarecê-la.